HOME  •  GOSSIP  •  FILMES  •  LIVROS  •  MÚSICA  •  SÉRIES  •  WTF?  •  TV  •  PROMOÇÕES                                                                   Assine o nosso feed! Conheça os colunistas Siga a gente no Twitter: @somos_criativos Contato/ Anuncie

16 dezembro 2009

Natal, Papai Noel... :S'

Tipo, estava visitando o blog Badalhoca, no portal MTV e me deparei com essa grande reflexão, reflexão meeesmo, sério. Pensei que fosse zuação e tal, mas é sim, muito tocante :S' É legal que muita gente leia pois é esse o espirto que devemos ter nessa época tão incrível que é o Natal /)
ps.: o post está igualzinho como está no outro site, inclusive os créditos no final. sinceramente, esse post tá perfeito é um dos melhores que já li esse ano.


Quando eu era criança, demorei um tempo para entender o conceito de um senhor que viaja o mundo com a ajuda de renas dando presentes para as crianças. Relê isso, sério. Isso não é normal. Eu sempre acreditei no Pernalonga porque um coelho falante, irônico e com QI tão alto fazia sentido simplesmente pelo fato de estar dentro de um desenho animado.


Ninguém nunca disse "HEY RONALD, EXISTE O PERNALONGA! VOU TE MOSTRAR" Eu ia falar "SAI DAQUI O PEDÓFILO."
Mas sobre o Papai Noel. Um velhinho que viaja o mundo num trenó voador - um trenó, mas que voa, sabe? - com a ajuda de renas mágicas, e sai distribuindo presente para TODAS AS CRIANÇAS DO MUNDO. Por que ele faz isso? COMO ele faz isso? Ele fazia os presentes? Ele comprava? Toda a história de Papai-Noel parecia uma grande fraude para mim, especialmente quando eu via alguns adultos usando a expressão "Você acredita em Papai Noel?" fora da época de natal, sempre se referindo a um adulto burro.
Uma questão que eu tinha era se ele ajudava todo mundo. Todo mundo da minha vizinhança pedia lá seus videogames, bonecas, computadores e tudo mais - e era atendido. Mas se uma criança pobre da África pedisse, sei lá, um carrinho? O Papai Noel levava também? Nunca vi registro disso. Mas beleza, vamos supor que sim, ele levasse o carrinho, o boneco, qualquer brinquedo que a criança pedisse. Ele levava o carrinho, chegava no BARRACO lá da criança, entregava e pronto, é isso aí. Será que ele não tinha obrigação de fazer mais nada? Não tinha que, sei lá, instalar um sistema de abastecimento de água potável na casa do pobre menino africano?
Eu não sei vocês, mas eu não conseguiria desfrutar de um carrinho de brinquedo se tivesse com muita sede sem tomar banho há meses. Isso era mais um buraco nessa história de Papai-Noel.
Mas a grande bandeira mesmo, para mim era o fato de em cada shopping-center haver um Papai-Noel. Tipo... a adminstração dos estabelecimentos nem se preocupa em fazer roupas de espuma, como é feito na Disney. Tipo, você sabe que aquele Pateta gigantesco ali não é o Pateta mesmo, mas um mexicano dentro duma roupa onde está fazendo uns 50 graus. Mas os shopping centers, não. Colocavam um cara super realístico na parada. Eles queriam me fazer crer que o Papai Noel estava EM TODAS - enquanto eu pensava: "Se eu fosse esse cara, estaria muito ocupado organizando os preparativos para a entrega de presentes, e não tirando foto com crianças por 10 reais."
Sabe o quão confuso é ter acabado de dar para minha mãe colocar no correio uma carta para o Papai Noel com "Pólo-Norte" como lugar de destino, para depois eu ver que o velho está aqui num shopping da Zona Norte do Rio de Janeiro? Se ele está aqui, como vai ler minha carta?
Como essa bandeira era muito forte, vi que alguns adultos bolaram uma desculpa para as crianças mais espertas (eu incluso): "Sim, sim. Esse não é o Papai Noel de verdade. É só um amigo quebrando o galho. O de verdade está trabalhando fortemente lá no Pólo Norte para trazer seu brinquedo!" Sempre achei isso meio canalha, mas tentei ignorar.
Mas até na "farsa dentro da farsa" eu achava defeito. Sempre achei erradíssimo não contratarem atores negros para fazerem o papel de Papai Noel. Você já vi um Papai Noel negro, cara? Não! E por quê? Não sei. Não tem nenhum motivo para isso exceto o racismo. A sociedade preconceituosa não aceita a ideia dum cara negro invadindo nossas casas para nos dar presentes. O pessoal já pensa: "Cara negro com sacola nas costas? Vai roubar meu home-theater..." - lamentável.
Mas eu ignorei tudo só para sentir essa gostosa felicidade de crer no bom velhinho. E no ano que falei "Tá certo. Tô botando fé que o Papai Noel vai me trazer um presentão na noite de Natal!", o meu pai me puxou num canto para falar: "Então, filho... o Papai-Noel tá meio apertado esse ano... mas ele mandou um abração para você e parabenizou pelo 9 em Geografia!"
Porra. Se cobrasse 50 reais na porra da foto, isso não aconteceria!
por Ronald Rios

0 comentários:

Postar um comentário

-Certifique-se de que está comentando sobre algo referente a este post.
-Os comentários são moderados, ou seja, você os verá após serem aceitos.
-Você pode utilizar HTML para escrever em negrito [B] ou itálico [I]
-Caso o post contenha alguma notícia incorreta ou links indisponíveis, comente e avise que o autor atualizará as informações, ou utilize o próximo tópico.
-Comentários com humilhações, palavras de baixo calão ou qualquer outra expressão que denigre a imagem do blogueiro, outros comentaristas, site ou assunto/ pessoa tratado no post não serão aceitos.
-Para outras dúvidas ou qualquer outro tipo de contato, clique aqui.
-Saiba como colocar um avatar nos seus comentários!

Copyright Somos Criativos 2011 • Tema modificado por IgorVoltar ao Topopowered by Blogger